SENTIMENTOS DISPENSAM LEGENDAS

"Sentimentos dispensam legendas" Colagem digital inspirada na cronica homônima.

 

 

''Sentimentos dispensam legendas.

Porém  as cores e formas não dispensam o olhar. As texturas só existem pelo toque, e o corpo somente relaxa quando encontra o abraço... Que pode ser da forma, da cor, das tramas, do aconchego que aquece, convida e atrai.

 

Aquilo que é captado e codificado pela íris humana precisa ultrapassar a linha conceitual.

 

A partir desta edição Vamos atiçar o tato, dobrar a visão, perturbar o olfato, iludir o paladar e distorcer a audição. Criar uma realidade desconexa, pessoal, exclusiva, entretanto possível, já que o clima entorno sempre interferirá na captação sensorial de cada um, com um prisma de variáveis formas.

 

 Sonhar um sonho junto.

 

As questões que ditam como a decoração é assimilada nas metrópoles ocupam as mentes urbanistas, mas aqui não importa qual roupa a casa use, pois a emoção escolta cada metro dessa odisséia definindo a função e o prazer de estar num espaço próprio, com identidade (e cpf!), mas mutável, sem limites e certamente sem a menor sombra de dúvida de que este lugar aporta almas.

 

Nunca podemos esquecer do enredo que os trouxe até aqui. O histórico de cada um, para proporcionar ambientes que reverenciem seus donos.

 

Decorar transforma espaços, ambientes, insights e vidas. Traz a emoção que dialoga com o que é contemporâneo, com o que é inspirador, com o que é raiz, com o que é história, com o que é desejo e com o que era sonho.

 

A tênue luz do não contraste ao grito quase Munch das cores ousadas, que causam questionamento às vezes na razão ou às vezes na emoção constróem uma galeria de afetos. Pode ser avant –garde, contestadora, conservadora, mas que haja vida. Que traga luz sobre as artes e aos espaços que dialogam com cada perfil, o nosso objeto.

 

O adorno que vai no corpo, que também vá no entorno e enfeite a alma. Que as janelas alcancem também a sutileza de ser como o um olhar..., e como sombras e rímel, haja cortinas, molduras e jardins através.

 Que voem pássaros, desabrochem as flores e espetem os cactus. Sim, os cactus! Espetadas são necessárias para sair da caixa que faz o ser perecer. Mudar é complicado, fora e dentro. Reformar também!

 O que faz a diferença nem sempre está na inovação da forma. Uma ideia fixa na cabeça cria e produz, pensa e transforma. Acontece. Que nossos encontros futuros sejam  repletos de ideias determinadas, lúdicas, lúcidas, imprimindo em cada metro quadrado o sonho de mudar o mundo! (ao menos o interno, o lar da alma)."

 

Vila Velha, Es - 2017

 

 

© 2018 Marcos Mendonça - Todos os direitos reservados.

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • YouTube - Black Circle