Para onde você vai quando não quer refletir sobre coisa alguma?

Em CosmicVibes, Marcos Mendonça nos convida a explorar o cósmico como o lugar da abstração.

O cósmico aparece como um “não lugar”, o pano de fundo perfeito para a sensação de escapar à realidade e transitar com leveza por imagens surrealistas de respiro e contemplação: a contemplação por si mesma, independente de um objeto a ser contemplado.

A série CosmicVibes é composta por uma seleção de 12 colagens, todas analógicas em suporte de papel, finalizadas digitalmente. As figuras vêm um lote de revistas dos anos 70, o que garante uma estética e paleta de cores datadas das impressões desta época.

“(...) todas as ideias em que temos sentido a vida, todas as ambições e desígnios em que temos fundado a esperança na continuação dela, se rasgam, se abrem, se afastam tornadas cinzas de nevoeiros, farrapos do que não foi nem poderia ser. E por detrás da derrota surge pura a solidão negra e implacável do céu deserto e estrelado”. 
(Fernando Pessoa)

-

Série de colagens analógicas, feita a mão, com recortes de revistas antigas e sem auxilio de nenhum tipo de software de edição.

 

Vila Velha, Es - 2018

 

 

© 2018 Marcos Mendonça - Todos os direitos reservados.

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • YouTube - Black Circle